sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

OPINIÃO! «Sinal de Vida», José Rodrigues dos Santos

Sinal de Vida
Autor: José Rodrigues dos Santos 
ISBN: 9789896167837
Edição: 10-2017
Editor: Gradiva
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 656
Classificação Temática: Policial e Thriller


Sinopse:
"Um observatório astronómico capta uma estranha emissão vinda do espaço na frequência dos 1,42 megahertz. Um sinal de vida. O governo americano e a ONU são imediatamente informados.

Um objeto dirige-se à Terra. 

A NASA prepara com urgência uma missão espacial internacional para ir ao encontro da nave desconhecida. Tomás Noronha, o maior criptanalista do mundo, é recrutado para a equipa de astronautas. 

Começa assim a mais invulgar aventura do grande herói das letras portuguesas modernas, uma história de cortar a respiração que nos leva ao coração do maior mistério do universo. Será a vida um acidente ou resultará de um desígnio? Estaremos sós ou seremos um entre milhões de mundos habitados? 

A existência é um acaso ou tem um propósito? 

Sinal de Vida traz-nos José Rodrigues dos Santos, o escritor favorito dos portugueses, no apogeu das suas extraordinárias capacidades narrativas. Um romance empolgante que, pelo fio de uma intriga intensa e absorvente, nos interpela sobre a vida, o seu objetivo e o nosso lugar no universo."

Excertos:
"Seth Dyson trocou um olhar com Bozóki Emese e com o cardeal Panunzio, como se quisesse saber quem daria a notícia ao académico português. Foi o secretário de Estado da Santa Sé, afinando a voz, que assumiu a responsabilidade.
“Sabe, professor Noronha, esta reunião foi convocada porque recebemos um sinal.” “Um sinal?”
Um sorriso nervoso formou-se por momentos nos lábios do número dois do Vaticano, como se ele próprio ainda tivesse dificuldade em acreditar no que se preparava para anunciar.
“O ET contactou-nos.”"

Opinião:
Fiquei bastante desiludida com "Sinal de Vida" porque achei que faltou a medida certa entre a ficção/acção e toda a informação técnica sobre ciência, tecnologias e questões que andam à volta do tema, que no meu entender é muito interessante, o universo, a vida!!

Porém, o problema foi unicamente algum exagero em determinadas partes do livro, porque de resto, e apesar de Tomás Noronha não se encontrar completamente à vontade num mundo de cientistas e principalmente fechado numa nave espacial no meio do "nada", o que acaba por compensar é o seu raciocínio rápido e a sua aprendizagem quando conversa com Emese.
Sinal de Vida foca o mistério da vida, o que está para além do nosso conhecimento. E também, a divergência de opiniões em relação ao "desconhecido".

Apesar de desiludida e de deparar-me com alguns trechos demasiado "maçadores", gostei da leitura. Além disso, é agradável aperceber-me que o autor José Rodrigues dos Santos é um escritor que tem a capacidade de escrever sobre qualquer tema!!! 


Boas Leituras!

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Novidades Editorial Bizâncio_Janeiro 2018



Site da editora: www.editorial-bizancio.pt

Emma Jacobs
Financial Times
A Riqueza dos Humanos - O Trabalho e a Ausência Dele no Século XXI
Ryan Avent
Código de Barras: 9789725306024
PVP: 18,00 (com IVA)

"O mundo do trabalho está a mudar.

Com os estonteantes avanços tecnológicos, trabalhadores nas mais diversas áreas estão já perante a sombria ameaça de automatização dos seus cargos.
 A tecnologia digital está a transformar cada recanto da Economia, alterando consideravelmente a forma de fazer as coisas, quem as faz e o justo retorno pelo trabalho desempenhado.  
O que nos reserva o futuro?"
  
«Ryan Avent esclarece-nos sobre as mudanças que nos esperam no mundo do trabalho. Analisa matérias complicadas de forma clara e acessível, equilibrando as visões pessimistas e optimistas de um mundo dominado pela tecnologia



Porque é Que os Peixes Não se Afogam?
& outras perguntas essenciais sobre o reino animal
Anna Claybourne
Código de Barras: 9789725305959
Nº de páginas: 96
PVP: 15,00 (com IVA) 
Encadernação: Capa Dura

Formato: 19,5cmX26,50cm

"O que quer dizer ÃO ÃO ÃO?
PORQUE é que os humanos não têm CAUDA?
PORQUE é que os ANIMAIS NÃO LAVAM os DENTES?
Para ONDE foram os DINOSSAUROS?
COMO é que as moscas ZUMBEM?

Seguindo a mesma linha editorial do Porque tem a Arte Tanta Gente Nua? & outras questões importantes sobre arte, este livro traz-nos perguntas simples e diretas sobre o reino animal e explica porque é que os animais, grandes e pequenos, são como são."




domingo, 31 de dezembro de 2017

OPINIÃO! «Perry Mason e Caso do Gato Distraído», Erle Stanley Gardner

Perry Mason e o Caso do Gato Distraído
Crime à Hora do Chá - Volume 13
Autor: Erle Stanley Gardner

Sinopse:
"Quando Helen Kendal recebe um telefonema do seu tio, Franklin Shore, fica tudo em alvoroço. É que o afamado banqueiro desaparecera misteriosamente dez anos antes, tendo deixado para trás a sua vasta fortuna. Agora, alguém parece querer impedir o reencontro entre os dois… Alguém capaz de deixar um rasto de sangue atrás de si. 

Num caso mirabolante que envolve um jardineiro "raptado", um gatinho distraído, e uma fiel secretária a braços com a justiça, Perry Mason vê-se obrigado usar os seus dotes para repor a verdade.

Considerado um dos melhores romances de Erle Stanley Gardner, Perry Mason e o Caso do Gato Distraído vendeu mais de 2 milhões de exemplares."


Opinião:
Mais um caso surpreendente de Perry Mason, um advogado astuto, que consegue resolver os seus casos de uma forma sempre tão aventureira e corajosa. 
São essas qualidades que apaixonam qualquer um. Os casos que Perry tem em mãos, são sempre peculiares, sendo que, o Caso do Gato Distraído foi para mim o mais amoroso e preferido de todos os que já li.

Não posso deixar de falar da colecção "Crime à Hora do Chá", pois reúne excelentes escolhas de de literatura policial. Uma colecção que tenho interesse em adquirir!!! 

Boas Leituras!!

OPINIÃO! «O Conde de Monte Cristo I», de Alexandre Dumas

O Conde de Monte Cristo I
Autor: Alexandre Dumas 
ISBN: 9789896417482
Edição ou reimpressão: 11-2017
Editor: Relógio D'Água

Sinopse:
"Para Umberto Eco, e muitos outros leitores e críticos, O Conde de Monte Cristo «é um dos mais apaixonantes romances alguma vez escritos»."

Opinião:

Um livro extraordinário!! Um doce para a alma!! 
Adorei ler esta obra que ainda não tinha tido o prazer de ler, nem tão pouco vi o filme. Confesso que li vorazmente, de tal forma embrenhada que estava na leitura.

O começo é desde logo interessante, sem promessas, mas em cada palavra o leitor fica encantado e curioso com o que daí vem. 
A história do Conde de Monte Cristo começa pelo início, quando ainda era um rapaz novo, era dotado das melhores qualidades que um homem poderia ter, trabalhador, modesto e honesto, o que por si só despertou a inveja alheia. Porém, não ficamos por aqui, pois o jovem Edmundo Dantés foi ainda afortunado pelo amor da bela Mercedes, com quem, após o seu regresso encetou todos os preparativos para casarem. 
Ora, tal felicidade aumentou o número de invejosos e daí resultou uma reunião constituída apenas por três pessoas, três homens perversos nos seus intentos e que provocaram a prisão de Dantés, com a acusação de este último ser portador de informações entre os revolucionários bonapartistas. 

Assim, o desafortunado Dantés foi preso e esquecido pelos demais. Mas, foi na prisão que ficou lúcido, tomou consciência de quem eram os seus inimigos e que adquiriu o conhecimento necessário para mais tarde, tomar posse da sua vida e encetar esforços no sentido de vingar aquele que foi, em tempos, um inocente rapazinho colocado na prisão pela inveja de homens sem escrúpulos.

Na sua volta, inteirado das dificuldades de quem lhe fez bem, aplicou a sua vontade e posses em estabelecer o equilíbrio necessário de que essas boas almas necessitavam.
Por sua vez, e passando à sua vingança, é aí que os seus planos devem começar a surtir efeito e é quando a leitura adquire um enredo ainda melhor, com um final cheio de promessas e uma vontade de começar a ler o segundo volume muito maior.

O Conde de Monte Cristo é uma obra que aconselho a toda a gente.

Boas leituras!! 

OPINIÃO! «As Dez Vidas do Senhor Cardano», de José Carlos Melo

As Dez Vidas do Senhor Cardano
Autor: José Carlos Mello
Data de publicação: Dezembro de 2016
Número de páginas: 262
ISBN: 978-989-51-8319-7
Colecção: Viagens na Ficção
Género: Romance
Idioma: Pt

Sinopse
"O Senhor Cardano não sabia que seu destino fora traçado antes do seu indesejável nascer. Ingressou na família como um intruso, não como um convidado: “Chegou bonitinho como todos os recém-nascidos, mas nem nesse momento em que as emoções tomam conta dos parentes foi alvo de carícias, palavras e gestos habituais nessa ocasião”. Ignorou as regras do bem nascer: fruto do pecado de sua mãe, foi visto com desconfiança pela família, pela vizinhança e pelo pároco. Ainda na infância, observaram que o “mau passo” da mãe punira todos eles com um menino indesejado. Não havia dúvida: a mão de Deus se abatera de forma dura sobre todo o bairro. Na adolescência, ao perceber que era diferente, Cardano se escondia dele mesmo, buscando ser o que não era. Fantasmas do inconsciente alertavam sobre os perigos que corria, mas as tentações apareciam, muito lutou contra elas, por fim, se entregou a todas e teve o destino preconizado por sua avó desde sua juventude: “Ou mudas ou terás morte infame”. O Sr. Cardano perseguia vitória improvável contra seus obstáculos: a sociedade, a religião e a natureza, a sua própria. Uma batalha era sucedida por outra, às vezes se aliava ao inimigo, noutras vezes era repelido por ele. Nessa luta permanente se envolveu em situações bizarras, não habituais às pessoas de bem, algumas provocarão lágrimas em uns e risos noutros. Teria sido o Sr. Cardano uma pessoa de bem?"

Opinião:

Um livro bastante diferente daqueles que estou habituada a ler e que apesar de não se inserir nos meus parâmetros de selecção na escolha de um livro, não deixou de ser uma leitura agradável.
A seu favor teve como qualidades, o estilo e abordagem utilizados pelas personagens ao longo da narração, adequados à época em questão. E ainda, o vigor das pessoas pobres de espírito e, sem sombra de dúvida, a crença cega e inquestionável. 

Acompanhar a vida do Senhor Cardano, uma personagem singela, não é propriamente espantoso para o leitor, tal é o infortúnio que vive e sofre. Já que, consegue reunir em si, desde a sua infância qualidades que o colocam sempre em situações «bizarras». 


Boas Leituras!

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Sugestões de Leitura #2

O Grande Retrocesso
ISBN: 9789896652159
Edição ou reimpressão: 04-2017
Editor: Objectiva
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 228 x 20 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 296
Classificação Temática: Livros em Português > Política > Política Internacional

Sinopse:
"O Grande Retrocesso reúne textos de grandes pensadores do nosso tempo, sobre temas controversos e fracturantes da actualidade: o auge brutal do populismo, a demagogia e o autoritarismo, a xenofobia, o brexit e o fenómeno Trump.
Um debate internacional sobre as grandes questões do nosso tempo.

«A primeira nota importante quando analisamos a dinâmica actual é que a comparação com a crise da chamada segunda globalização é tentadora. De facto, o mundo em 1900 não fazia prever o que veio a seguir. A resposta simplista poderia ser esta: a Revolução Russa, o proteccionismo e o fascismo acabaram com ela. Será que esta nova vaga populista é o anúncio de uma nova era de 'Retrocesso'? No momento em que escrevo, volta a falar-se de Hitler, de ditaduras, de soberanismo e de proteccionismo. Mas convém evitar as generalizações simplistas, o que não significa ignorar duas coisas: desde logo, que o mundo das democracias está a sofrer alguns processos de desconsolidação, muito embora não seja seguro que o receio de que o século XXI poderia tornar-se o 'século do autoritarismo' venha a tornar-se realidade; depois, que existe de facto uma vaga populista nas democracias dos países mais desenvolvidos, cujo futuro também é difícil de prever.»

Com textos de: Arjun Appadurai, Zygmunt Bauman, António Costa Pinto, Donatella della Porta, Fancy Fraser, Eva Illouz, van Krastev, Bruno Latour, Paul Mason Pankaj Mishra, Robert Misik, Oliver Natchwey, César Rendueles, Wolfgang Streeck, David Van Reybrouck e ZlavojZizek."

domingo, 5 de novembro de 2017

Sugestões de Leitura #1

Os Tempos Hipermodernos
Autor: Gilles Lipovetsky 
ISBN: 9789724416335
Edição ou reimpressão: 01-2011
Editor: Edições 70
Idioma: Português
Dimensões: 135 x 210 x 11 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 136
Classificação Temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Sociologia

Sinopse:
"Esta obra compõe-se de três partes: na primeira, o filósofo Sébastien Charles apresenta uma introdução ao pensamento de Lipovetsky; a segunda, trata da sociedade hipermoderna; e na última parte, Charles entrevista Lipovetsky, que fala do seu percurso intelectual. Neste livro, Lipovetsky aprofunda suas ideias sobre a hipermodernidade e a angústia do homem contemporâneo perante a liberdade de escolha proporcionada por esta 'segunda modernidade', afirmando que os três aspectos fundamentais da modernidade - o mercado, o indivíduo e os avanços técnico-científicos - se intensificaram a partir dos anos 50 e desde os anos 80 com a intensificação da globalização, tendo passado a interferir directamente nos comportamentos sociais. O filósofo assinala os paradoxos do presente, destacando a fragilidade do indivíduo, simultaneamente mais autónomo e mais frágil."